Autoteste dos níveis de ferro/ferritina – Prima Lab

PREVENÇÃO DE ANEMIA
Autoteste para a deteção dos níveis de ferritina, com uma amostra de sangue usada como auxílio no diagnóstico de anemia por deficiência de ferro.

ID INFARMED 492889

CNP 6633826

Descrição

Teste a sua saúde
Recolha a amostra com facilidade e segurança e realize o teste imediatamente.
*Consulte a bula para mais informação.

FERRO

O ferro é um mineral essencial ao organismo e crucial para o transporte de oxigénio no sangue, multiplicação celular e construção da estrutura de tecidos e órgãos. No entanto, em níveis excessivamente altos é tóxico para o corpo. Por esta razão, todos nós possuímos um sistema de recolha de ferro do meio externo (e.g. dieta rica em alimentos com ferro) e armazenamento nas células, de uma forma não excessiva, logo não tóxica.

O QUE É A FERRITINA

A ferritina é a proteína responsável pela função de armazenamento. O nível de ferritina é um excelente indicador da quantidade de ferro disponível no corpo. Níveis baixos desta proteína no sangue, são um indicador de que as reservas de ferro estão esgotadas, uma condição que precede o desenvolvimento de anemia.

A QUEM SE DESTINA

Todos acima da idade da puberdade (≈15 anos).
O teste pode ser realizado na presença de sintomas como palidez, cansaço,  enxaquecas frequentes e dores generalizadas, palpitações e ocasionalmente  aumento da frequência cardíaca, falta de força muscular.

BENEFÍCIOS

Verificar a normalidade dos valores de ferritina é uma ferramenta útil para  confirmar a anemia por deficiência de ferro (anemia ferropriva)

PRINCÍPIO DO TESTE

FERRO FER é um teste imunocromatográfico que deteta a proteína Ferritina graças aos anticorpos monoclonais conjugados a ouro, incorporados na tira de teste.

ESPECÍFICAÇÕES DO TESTE

30 NG/ML VALORES LIMITE(CUT-OFF)
85.2% SENSIBILIDADE
100% ESPECIFICIDADE
96.6% PRECISÃO GERAL

Dados de desempenho obtidos em estudo clínico com 120 participantes inscritos. Biokit Quantex Ferritin foi utilizado como método de referência.
O teste pode ser realizado a qualquer hora do dia, mas não deve ser realizado em caso de doença, inflamação aguda, problemas no fígado ou no baço. Nesses casos, pode ocorrer resultados positivos, mesmo na ausência de uma deficiência real de ferro.
Recomenda-se cuidado com a toma de anticoagulantes ou doença hemofílica.

EVIDÊNCIA CLÍNICA

1. Wick M, Pingerra W, Lehmann P, Iron metabolism: diagnosis and therapy of anemias, 5th ed, Vienna, New York: Springer Verlag, 2003; p. 151.
2. Worwood M. The laboratory assessment of iron status – an update. Clin Chim Acta 1997; 259: 3-23. 3. Kaltwasser JP, Werner E. Diagnosis and clinical evaluation of iron overload. Baillieres Clin Haematol 1989; 2; 363-89.
4. Baynes RD, Cook JD. Current issues in iron deficiency. Curr Opin Hematol 1996; 3:145-9. 5. Lee MH, Means RT Jr. Extremely elevated serum ferritin levels in a university hospital: associated diseases and clinical significance. Am J Med 1996; 98: 566-71.

COMO UTILIZAR

1)  A amostra é uma gota de sangue extraída com a lanceta estéril contida na caixa.

2)  Apertar o dedo até obter uma gota de sangue (30 μI) e recolher com a pipeta de  plástico.

3)  Colocar a gota de sangue no ponto indicado no dispositivo.

4)  Adicionar o reagente, aguardar 5 minutos e verificar o resultado.

CONTEÚDO: 1 bolsa de alumínio selada contendo: 1 dispositivo de teste e 1 saco dessecante; 1 saco de plástico transparente contendo a pipeta para recolha de sangue; 1 frasco conta-gotas contendo o reagente; 2 lancetas  esterilizadas para a amostra de sangue; 1 compressa com álcool; 1 folheto com instruções de uso.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Autoteste dos níveis de ferro/ferritina – Prima Lab”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Também pode gostar…

[njwa_button id="509"]

Options

X